jan 15 2012

Biografia

Postado por at 11:01 sob Uncategorized

 

Advogado cível, considerado o maior nome de Direito Previdenciário no país, Luís Antônio Castagna Maia nasceu em 16/12/1964, na cidade de Gaurama/RS. Irmão do meio, filho do bancário Antônio Brasil Ferreira Maia e da dona de casa Antonieta Castagna Maia, passou boa parte da infância mudando-se para diferentes cidades do interior gaúcho, acompanhando as transferências do pai, gerente substituto do antigo Banco Agrícola, mais tarde Unibanco. A relação com bancários e o trânsito por várias cidades se fizeram constantes em sua vida.

Desde cedo demonstrava grande inquietação com o mundo, rebeldia e grande intensidade existencial. Aos 13 anos começou a trabalhar. Aos 14 bateu o carro que pegara do pai sem autorização. Aos 15 iniciou sua trajetória no Banco do Brasil, como menor aprendiz. Aos 17 anos, prestes a se mudar para Porto Alegre com a família, tornou-se pai. Aos 18 anos ingressou como efetivo no mesmo Banco do Brasil através de concurso público. Já como menor aprendiz, frequentava o movimento estudantil e sindical na serra gaúcha, aproximando-se de diversos movimentos políticos ligados à gênese do Partido dos Trabalhadores. Também aos 18 anos ingressa no Curso de Direito da Pontifícia Universidade Católica (PUCRS).

Atuou intensamente no Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, onde comandou greves e atuou sob a liderança de nomes como Olívio Dutra e companheiros como Sérgio “Jacaré” Metz (falecido letrista do grupo Tambo do Bando), em plena efervescência do movimento sindical dos anos 80 – que viriam desencadear a primeira candidatura de Lula à Presidência. Em meio à disputa eleitoral no segundo turno da eleição de 89, Luís Antônio Maia – mais conhecido pelos companheiros como Maia – cunhou o célebre slogan “Brizola no Coração, Lula lá” mobilizando eleitores do campo progressista num dos poucos estados onde Collor não vencera a eleição. Aos 23 anos de idade, Maia era o mais jovem coordenador do DIEESE até então. Foi também Secretário Geral do Sindicato dos Bancários e Diretor da Executiva da CUT entre os anos de 1989 e 1991.

Mudou-se para Brasília ainda nos anos 90, para fundar o GAREF: Gabinete dos Representantes dos Funcionários do Banco do Brasil. Retoma os estudos de Direito junto à Universidade de Brasília (UnB), e formado deixa o banco para assumir a trajetória de advogado combativo junto às Federações de Sindicatos e associações de Fundos de Pensão, tornando-se referência também em Direito Previdenciário. Funda o escritório “Castagna Maia Advogados Associados” e inova ao adotar o contato direto com os clientes através do primeiro blog de escritório de Advocacia no Brasil, também caracterizado como um espaço de opinião, discussão e poesia – uma das suas grandes paixões.

Luís Antônio Castagna Maia sempre foi um leitor voraz e inquieto, constituindo sua base de pensamento desde Pontes de Miranda e Padre Antonio Vieira, passando pelos grandes poetas brasileiros como Vinícius de Moraes, Mário Quintana e Carlos Drummond de Andrade, seu preferido.  Leituras numerosas e profundas. São lembradas pelos amigos suas intensas interpretações de poemas como “A Flor e a Náusea”, “Os Ombros Suportam o Mundo”, “A Bruxa”, dentre tantos outros poemas do mestre itabirano recitados de memória, como uma partitura própria construída de forma consistente. Densa e encantadora.

 

Ainda no âmbito das artes, tinha formação e ouvido musical apurado, tendo estudado violão erudito durante a infância na cidade de Vacaria/RS – uma das tantas cidades pelas quais passou. Dono de uma cultura musical invejável, também se aventurava com êxito ao cantar tangos, habilidade adquirida nas boêmias casas noturnas de Porto Alegre nos tempos de sindicato. Cambalache, Vuelvo al Sur, Balada para un Loco e Por una Cabeza, figuravam no repertório deste apaixonado pelo eixo Buenos Aires – Paris, tal como Astor Piazzolla, seu predileto. Seus dentes – mais separados na frente – lhe possibilitavam um assovio grave e airoso, acionado como recurso para lembrar de alguma melodia antes de entoar lindamente uma letra completa. Quando não assoviava, sorria. Quando não sorria, brandia contra a injustiça. Sabia também ser irônico e ácido quando necessário. Sabia como ninguém ser amoroso e gentil. Seu humor era perspicaz e espirituoso. Sua franqueza, fatal.

Estudioso e obsessivo com os livros, Maia era detentor de grande poder retórico e criatividade. Suas argumentações e petições jurídicas apresentavam por vezes vários tomos encadernados. Cada causa, uma tese. Cada tese, uma paixão. Nunca advogou a contragosto ou sem profunda convicção. Defendeu a saúde dos bancários, assolados pela L.E.R – Lesões por Esforços Repetitivos, grande mal da categoria. No âmbito da previdência complementar, defendeu aposentados e pensionistas do olhar fraudulento de diretorias e governos, que viam nos Fundos de Pensão a possibilidade de captação imoral de recursos à custa do labor alheio. Defendeu Petroleiros, Comerciários, Bancários e Aeronautas de forma incansável. Denunciou a privatização de plataformas de Petróleo. Analisava a conjuntura nacional a cada movimento. Dormia pouco, mas sonhava muito.

Luís Antônio Castagna Maia nos deixa, na flor de seus intensos 47 anos, vítima de um câncer fatal, diagnosticado no dia 11 de setembro de 2009. Desta vez, foi uma torre brasileira que sofreu o atentado. Mas ruiu aos poucos e caiu de pé. Uma torre em queda, mas um farol que ainda ilumina a vida de milhares de pessoas de todas as partes do Brasil. Um farol que nos ensina o valor da vida e da dignidade humana. Uma luz que não se apaga.

Com muita dor, muito amor e as melhores memórias,

Seus Amigos e Familiares

Brasília, 14 de janeiro de 2012.

 

 

 

 

86 respostas até o momento

86 Respostas em “Biografia”

  1. Edilene Fariasem 15 jan 2012 �s 12:20

    A AEPETRO, associação de empregados lesionados pela Petrobras, lamenta a perda desse grande jurista, homem de caráter íntegro e gentil amigo.
    Só Deus sabe ao certo o motivo de nos presentear com pessoas brilhantes e levá-las ainda cedo, tenho absoluta confiança que Ele fez o melhor.
    Dr. Maia há de descansar em um lugar especial, reservado para os justos!
    Aos familiares, minha solidariedade, que o Senhor os conforte com as belas lembranças da vida breve e cheia de luz desse querido amigo.

    Tenho algumas fotografias de atividades sindicais nas quais o Dr. Maia foi palestrante, estão à disposição da família.

    Com carinho e votos de força,

    Edilene Farias – Leninha
    Diretora de Saúde, Meio Ambiente, Segurança e Previdência da AEPETRO

  2. L Pereiraem 15 jan 2012 �s 12:42

    Sempre mencionei neste blog, que para mim, ele era “O Cara”,
    e vai continuar sendo enquanto vivo for .
    Aos familiares, meus pêsames.

    Luiz Pereira
    Aposentado Varig/Aerus,
    Salvador, Bahia.

  3. paizoteem 15 jan 2012 �s 12:42

    Queria dizer tanta coisa bonita …mas…
    Chove dentro de mim…

  4. Petraem 15 jan 2012 �s 13:20

    E como chove dentro de nós , Paizote …

  5. S.G. Pinheiroem 15 jan 2012 �s 13:56

    Petra,

    … parece mais, um tsunami !!!

  6. Elizabeth Padoinem 15 jan 2012 �s 14:03

    Agora sim tenho uma visão do Homem que ele foi..que vida curta …mais BRILHANTE…..LUTADORA….ABNEGADA….devotado as causas nas quais acreditava. Para quem teve a honra de te-lo conhecido / o que não foi o meu caso / sintam-se Honrados.De minha parte nunca o esquecerei pois todo dia lia seu blog e tudo que lá ele ponderava tão bem.Esteja com Deus e enfim em Paz..

  7. mauraem 15 jan 2012 �s 14:28

    Vai ser muito dificil começar o dia sem entrar no blog, ainda a ficha não caiu, apenas a tristeza.
    Felizes de nós que convivemos com ele durante esse tempo, para dizer algo a familia é difícil, apenas que ele era um grande advogado e um grande amigo, no mesmo momento que puxava nossa orelha, nos acalentava também, a familia fique em paz, sentiremos saudade!!!

  8. Gabrielaem 15 jan 2012 �s 14:58

    Esse era o “nosso” Dr. Maia, um grande guerreiro.

  9. Amaury Antunes Guedesem 15 jan 2012 �s 15:58

    Minha homenagem póstuma.
    Audiência Pública em 12-04-2011
    Com a palavra, nosso eterno Dr. Maia…

    http://www.youtube.com/watch?v=kLzQfut6Rbc

    Sentiremos sua falta… condolências aos familiares.

  10. J.C.Sampaioem 15 jan 2012 �s 17:20

    A DISTANCIA PODE CAUSAR SAUDADES, MAS NUNCA O ESQUECIMENTO
    INFELIZMENTE DEIXA UMA GRANDE LACUNA NO MEIO DOS AMIGOS.
    MEUS PÊSAMES A TODA FAMÍLIA

  11. Roberto Haddadem 15 jan 2012 �s 17:35

    ### Você venceu ###

    Meu amigo Dr. Maia.

    Como você sabe, Jesus quando esteve na Terra proferiu o seguinte

    convite endereçado a todos nós:

    “ Vinde a mim todos vós que estais aflitos

    e sobrecarregados, que eu vos aliviarei” .

    Mas, para receber essa ajuda do céu é preciso manter a esperança (e essa você nunca perdeu).

    Lembre-se, também, que a vida pede a você simplesmente para

    caminhar, porque tudo isso há de passar.

    Deus te ama! Ele deseja a tua felicidade!

    Por último, pense nas bênçãos que descem sobre você vindas da

    Sua Bondade Infinita, e caminhe confiante no auxílio do Alto!

    Esteja certo que Deus olha por você e esta te ajudando durante todo esse período de transição.

    Como já te disse, para homens como você, ha muito o que fazer por aí.

    ORE E CONFIE !

    PORQUE DEUS NUNCA ESTÁ POBRE DE MISERICÓRDIA !

    Do amigo que pediu ao Espírito Bezerra de Menezes

    para assisti-lo nesses momentos de desenlace

    da matéria.

    Estaremos, mentalmente, sempre em contato.

    Roberto Haddad

    A chuva ha de passar.

  12. José A.R Feioem 15 jan 2012 �s 17:44

    Faço nossa as palavras do Paizote, é uma dor muito profunda.
    Dr.Maia obrigada por tudo,descanse em Paz.

  13. sonia dobbin bastosem 15 jan 2012 �s 18:04

    eu nao tenho palavras,minha alma chora,eu admirava muito o dr.Maia,a sua garra,energia,luta,meu chao desabou,me sinto orfao nesse momento,aos familiares meus pesames,vou orar por sua alma,que ele estaja juntinho com Deus!

  14. Fernando Rocha.em 15 jan 2012 �s 18:10

    Realmente, uma grande perda. Irreparável. Estamos todos, inicialmente clientes e, agora, amigos, consternados. À família, nossos pesares. Mas fiquem certo que o nosso querido “Dr. Maia” estará em breve advogando com Deus e seus anjos. Jamais o esqueceremos. Que descanse em paz.

  15. pedro ernesto grippem 15 jan 2012 �s 18:59

    Querido AMIGO DR MAIA que DEUS ABENÇOE seu espirito nesta nova etapa de sua brilhante vida e conforte sua familia e seus amigos. Convido a toda familia AERUS a elevar o pensamento à DEUS num agradecimento ETERNO por tudo que o DR MAIA fez por nós na quarta-feira dia 18-01-2012 na hora da AVE MARIA.

  16. luiz antonio k nascimentoem 15 jan 2012 �s 19:21

    Que nosso guerreiro tenha uma viagem tranquila e serena!
    Obrigado por tudo Dr. Maia!

  17. Celia Barcelosem 15 jan 2012 �s 20:08

    DESCANSE EM PAZ, DR MAIA!
    MUITA LUZ PARA SUA FAMÍLIA!

  18. hosana campos ferreiraem 15 jan 2012 �s 20:37

    Ontem vc. partiu. Sua voz calou-se para sempre, deixando em nossas vidas um vácuo absolutamente insubstituível.
    Vamos sentir muito a sua falta. Vamos sentir muitas saudades suas, não somente pelo homem íntegro q. vc. foi, mas também pelo seu profissionalismo, sempre à frente das nossas batalhas, adentrando por caminhos árduos e desconhecidos, buscando as brechas da lei, nos informando as duras realidades, porém, sem nunca nos tirar as esperanças.
    Hoje nos sentimos órfãos e, com a sua partida anunciada, mas jamais por nós esperada, nos pegou de surpresa e perdemos nosso chão, nosso norte e um pouco das nossas esperanças.
    Você partiu cedo demais e queríamos tanto que, se assim tivesse de ser, que partisse com vc, a alegria e a glória do êxito alcançado desta nossa luta que, infelizmente, até hoje tão inglória!
    Desejamos do fundo do nosso coração, lhe dizer Muito Obrigada por tudo o que vc., mesmo doente, batalhou por nós.
    Várias vezes vi em seus olhos a revolta e a indignação, por tantos erros cometidos contra este grupo tão sofrido.
    Tenha a certeza que a sua luta pessoal e a sua luta por nós não foi em vão.
    Vá em paz. Descanse esse seu corpo cansado, tão mutilado pela dor e que seu espírito alce vôol livre em direção à luz e à liberdade.
    Boa viagem, bom amigo!
    Que os Anjos Protetores lhe acompanhem e lhe amparem, nessa passagem e que a sua travessia seja breve e iluminada.
    Que a sua viagem não tenha turbulências, que seu pouso seja macio e tranquilo, num lindo jardim abençoado e florido, onde os pássaros cantam o hino de louvor ao amor universal, onde não haja AERUS, roubo, falcatruas, omissões governamentais, guerras, injustiças, insanidade, dor, nem sofrimentos.
    Mas, quem sabe? Talvez de onde vc. estiver, possa nos ajudar muito mais. Afinal, agora vc. está bem pertinho de DEUS… .
    Aceite toda a nossa gratidão, todo o nosso respeito, toda a nossa saudade e o nosso beijo na sua alma.

  19. Petraem 15 jan 2012 �s 20:48

    Não vai passar como dizem que passa.
    Não vai ficar mais fácil ou melhor.
    Você vai aprendendo a conviver com a falta, mas passar não passa .

    Nunca .

    Beijinhos carinhosos .

  20. Arlette Castagna de Ataydeem 15 jan 2012 �s 21:12

    junto ao sentimento de perda, a família Castagna Maia deve sentir um orgulho enorme por ter tido, entre os seus, uma pessoa tão nobre, tão sensível e que deixa tantas pessoas à exaltar seus feitos e tristes com sua partida.
    Vá em paz, Luiz Antônio e continue a ajudar as pessoas, cantar, curtir a boa música, junto com os anjos….sentiremos saudades, mas um dia poderemos nos encontrar…

  21. Vera Paoloniem 15 jan 2012 �s 21:14

    Amigo amado,

    aqui, o carinho eterno

    http://lapaoloni.blogspot.com/2012/01/o-mano-castagna-maia-se-foi-mas-estara.html

  22. Rejane Luthemaierem 15 jan 2012 �s 22:12

    Descansou o guerreiro Maia. Deixará muitas saudades.

    Em homenagem ao amigo e colega, um verso do Guimarães Rosa:
    “Deus nos dá pessoas e coisas,
    para aprendermos a alegria…
    Depois, retoma coisas e pessoas
    para ver se já somos capazes da alegria
    sozinhos…
    Essa… a alegria que ele quer”- João Guimarães Rosa

    sinceros sentimentos,
    Rejane Luthemaier
    Porto Alegre (RS)

  23. Ademir Wiederkehrem 15 jan 2012 �s 22:36

    Conheci o Maia nas lutas dos bancários de Porto Alegre, nos anos 80. Foi secretário-geral do Sindicato e diretor da executiva estadual da CUT. Depois, foi de mala e cuia para Brasília, onde virou advogado renomado, mas sempre batalhando do lado dos trabalhadores. Foi o assessor jurídico na fundação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), que representa mais de 90% dos bancários do Brasil, tendo sido fundamental na consolidação jurídica da entidade, diante das ações movidas pela Contec contra a concessão do registro sindical. Perdemos um amigo e um grande companheiro, mas não a esperança de uma sociedade mais justa e solidária.

  24. Helenaem 15 jan 2012 �s 22:56

    Queridas Carolina, Rita e Antonieta!

    Imagino a dor imensa e dilacerante que esteja invadindo os vossos corações. Para essa dor, só posso pensar em um poema, o Funeral Blues:
    “Parem os relógios. Cortem o telefone. Impeçam o cão de latir. Silenciem os pianos e com um toque de tambor tragam o caixão. Venham os pranteadores. Voem em círculos os aviões escrevendo no céu a mensagem: ‘Ele está morto’. Ponham laços nos pescoços brancos das pombas. Usem os policiais luvas pretas de algodão. Ele era meu norte, meu sul, meu leste e oeste. Minha semana de trabalho e meu domingo. Meu meio-dia, minha meia-noite. Minha conversa, minha canção. Pensei que o amor fosse eterno, enganei-me. As estrelas são indesejadas agora, dispensem todas. Embrulhem a lua e desmantelem o sol. Despejem o oceano e varram o bosque. Pois nada mais agora pode servir”.

    O Maia mora no meu coração há muitos anos. Ele é uma das pessoas mais lindas que eu já conheci. Quero compartilhar com vocês trechos de dois e-mails que ele me escreveu há dois anos atrás, quando eu perdi o meu marido. No dia 15 de janeiro ele entrou em coma em decorrência de um AVC e no dia 21 ele partiu. Alguns dias depois eu escrevi para o Maia falando sobre a morte do Walter: “Quero compartilhar contigo uma dor profunda que tenho vivido nesses últimos dias junto com o meu filho (…) Hoje estou em Torres com o Lucas na casa do meu irmão tentando processar essa tragédia que desmoronou o meu pequeno mundo que estava tão redondo, tão simples, tão alegre, tão perfeito. (…) Às vezes eu fico pensado que talvez tudo seja um grande engano. Mas não é. Esses dias eu sonhei que eu dizia para ele que eu tinha sonhado que ele tinha morrido. Quando acordei, logo percebi que o sonho do sonho é que era a realidade”.

    Reproduzo as respostas que o Maia me deu, porque acho que ele diria o mesmo para vocês:

    “Fico pensando em como está sua cabeça, e, francamente, consigo entender perfeitamente essa sensação de irrealidade, de que daqui a pouco você acordará disso (…) Faço uma idéia, sim, do desabamento que houve, da dor que habita você e seu filho. E há um período intenso dessa dor. O que você precisa evitar, com todas as forças, é o desespero. A dor cederá aos poucos, mas ainda é muito cedo. Por isso a sabedoria ancestral do luto, a expressão do que vai por dentro. Não há o que possa dizer para minimizar sua dor. Mas você não está só. Conte comigo, com meu carinho, com meu colo, até mesmo com meu silêncio quando você precisar ficar calada. Mas conte comigo”.

    E no outro e-mail:
    “Diz a sabedoria dos mais antigos que o luto inicial dura 40 dias. E que o processo se conclui em um ano e meio. Acho que o primeiro impacto é esse, o da quarentena. E nesse período dói, e dói. E há a ausência, a incredulidade, o roubo do sonho. Não há truque possível para ultrapassar esse período sem sofrimento. Até já vi gente que tentou fazer isso, que conhecia mecanismos de dribles mentais. E só conseguiu adiar o sofrimento para algum tempo depois. Há questões que conhecemos – a de cultivar as boas lembranças, a de honrar a memória. Mas isso só se consegue fazer um pouco melhor quando passada a primeira fase do luto. Por enquanto, por mais que se saiba de coisas que podem ser feitas, o que acaba prevalecendo é a dor (…) Força e colo, menina. Você tem um filho que preenche o seu coração. Viveu um grande amor com o pai do seu filho. São duas coisas bastante raras na vida. E está cercada de carinho dos que gostam de você. Força, colo e, quando cansar, descanse e chore”.

    É isso: dispensem as estrelas, escondam a Lua, apaguem o Sol, mas não esqueçam das coisas maravilhosas que compartilharam com ele – força, colo e, quando cansarem, descansem e chorem.

    Com um abraço fraterno de quem acompanhou de longe a luta do Maia contra essa doença tão devastadora. E eu concordo: ele morreu de pé.
    Helena Bins Ely

  25. Humberto Peranmbucoem 16 jan 2012 �s 00:01

    Comovi-me (e aqui vai mais de uma imperfeição deste admirador) por ele ter conhecido A Bruxa, de Drummond, e me declamar, recitar, olho no olho, dizendo (o que eu já havia me esquecido) de que foi este admirador que o apresentou Drummond. Iniciamos jornalzinho de base, radicalmente pluralista, e com poesia. Comovi-me mais noutra frase sua que seria demasiado pedante aqui repetir.
    Soube agora, 23.00 no Recife pelo blog do Nassif
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-morte-de-castagna-maia#comment-749789 :
    Fui colega de Maia no Banco do Brasil, cpd, Cesec Porto Alegre.
    Cabeça brilhante, então militante sindicalista, destoava pela coragem de não seguir receituários da ortodoxia ou do que ele uma vez denominou “coronelismo sindical”.
    Muita tristeza.
    “Pernambuco” / Humberto Cavalcanti.

  26. Luiz Afonso Barnewitzem 16 jan 2012 �s 01:44

    Já descansa em paz, o Maia! Meus pêsames a todos os seus familiares, amigos e admiradores.
    Luiz Afonso

  27. CCFem 16 jan 2012 �s 06:57

    Como não chorar neste momento?
    Ao mesmo tempo, sinto-me honrado e agradecido a Deus por ter compartilhado; por breve tempo e minimamente, é verdade, mas de forma tão valiosa como exemplo para minha vida.

  28. Eduem 16 jan 2012 �s 07:16

    Fico muito Triste com Noticia.

    Todos os dias entrava no site para ler seus comentarios, sempre esclarecedores, não o conheci pessoalmente,´porem ao saber desta dolorosa noticia, sinto que perdi um amigo, mais a vida continua, desejo-lhe muita Luz para essa grande pessoa.

    E aos Familiares meus pesares, e força.

    Agora nos resta orar e guardar sua imagem de Homem Lutador.

    Que o Jesus Cristo Ilumine seu caminho.

  29. Ceciliaem 16 jan 2012 �s 07:32

    Essa luz sempre vai brilhar!
    O Brasil perde um grande lutador pela justiça. A família perde um ente querido e eu…perdi um amigo que sempre me ajudou, mesmo que à distância.
    Tristeza….muita tristeza.
    Meus sinceros sentimentos à família e amigos.
    Cecilia – Matão (SP)

  30. Salvador A. Oliveiraem 16 jan 2012 �s 09:29

    Como Aposentado e Assistido do Plano PETROS/Petroflex, membro da Diretoria do SINDIQUIMICA/D. CAXIAS/RJ; a ausência física do Dr. MAIA, representa não apenas a perda de Brilhante Jurista, mas e principalemnte, a perda de um Brasileiro convicto em suas posições, de um Guerreiro implecavel em prol da justiça, um amigo que defendia os interesses dos trabalhadores que o procurava com lealdade, coregem e amor de um IRMÃO.
    Aos familiares do Dr. Maia e aos seu colegas de Escritório nossa solidariedade e muita força. O maior tributo que podemos prestar ao Dr. Maia é trilhar o seu caminho, sendo justo, fraterno, batalhador e solidário; pricípios que pautaram a sua breve, porém, brilhate passagem por este mundo.
    com os meus sentimentos.

    Salvador Alves de Oliveira – STI PETROQUÍMICOS – Duaque de Caxias/RJ.

  31. Aldenir Oliveiraem 16 jan 2012 �s 09:32

    Foi-se o guerreiro, ficou a luta. Descanse em paz.

  32. Petraem 16 jan 2012 �s 09:56

    Choro a ausência , mas serei eternamente grata por tê-lo conhecido .

    ” Amigos são irmãos que a vida nos deu
    para caminhar conosco ao longo da
    nossa jornada,extrapolando
    os limites do tempo,continuando
    quando e onde Deus assim o permitir ” .

    Meu rei , tudo está igual aqui no seu posto avançado mar adentro no Leblon . O calor continua o mesmo , sol e chuva continuam disputando quem vence o primeiro lugar na disputa , e ao mesmo tempo tudo mudou .
    Meus abraços e beijinhos continuam recheados de carinho , luz , força , paz , cherinhos , cafunés e meu infinito bem querer .

  33. José Carlos de Oliveiraem 16 jan 2012 �s 10:04

    O inesquecível Dr.Maia deixou esperanças e propagou a FÉ.
    O nosso grande patrono da causa AERUS lutou até o fim!
    Neste momento de dor, elevemos nossa prece, rogando ao nosso criador um lugar muito especial para o seu descanso eterno.
    Aos seus familiares pedimos calma, paciência, o tempo é algo importante nesses momentos,guardem as boas lembranças e os bons momentos vividos com o grande lutador.

    Aceitem nossa solidariedade.

    José Carlos de Oliveira
    Aposentado VARIG
    Recife-Pe

  34. carlos irmaoem 16 jan 2012 �s 10:14

    Os meus mais profundos e sinceros sentimentos…um SER HUMANO ímpar.
    Sem palavras….

  35. Levioem 16 jan 2012 �s 10:42

    À grande família de admiradores restam orações em agradecimento à abnegação com que este profissional/amigo tratou as causas de milhares.
    Oremos por ele e por sua família.
    Levio Oliveira

  36. anonimoem 16 jan 2012 �s 11:28

    A nossa homenagem ao DR Maia deve ser a luta pela vitória! A luta pelos direitos!A luta pelo AERUS. Essa vitória ele perceberá onde estiver!

  37. Valdetarem 16 jan 2012 �s 12:59

    Caros Amigos.

    Difícil expressar nossos sentimentos diante de tão grande perda…
    Com certeza perdemos o ícone da defesa de nossas ações impetradas durante este tempo contra a União.Homem, Cidadão, & Advogado de grande estirpe, obstinação, e dedicação sempre dispensadas a todos pelo Dr.Maia, independente de quem ou causa que estivesse em suas mãos, certamente este deixou escrito de maneira maravilhosa a sua história, & o eco de sua voz nas batalhas nos diversos tribunais deste Brasil em defesa da verdadeira justiça, ecoará para sempre na memória daqueles que realmente souberem diferenciar, o joio do trigo.
    Em nosso país temos tantas injustiças, corrupção, e a apropriação ao erário público homem como do Dr.Maia, realmente fará muita falta aqueles que como nós cremos e esperamos uma decisão favorável as ações defendidas por ele.
    Que Deus o receba com as bençãos devidas e merecidas.
    “DATAVÊNIA, GOSTARIA QUE SUA PARTIDA TIVESSE SIDO INDEFERIDA POR TEMPO INDETERMINADO”, não sendo possível interpor recursos, medidas provisórias, liminares, sòmente um habeas corpus deixando-o livre para continuar entre nós por muito mais tempo.
    SDS,
    Valdetar Jesus Gonçalves

  38. José Manuelem 16 jan 2012 �s 13:50

    Sem palavras,

    Descanse em paz e obrigado por tudo

    José Manuel e família

  39. Jesus Divino Barbosa de Souzaem 16 jan 2012 �s 14:21

    O que o Maia fez pelos eletricitários de Goiás, é algo que só aqueles que o conheceram consegue acreditar.

    Os trabalhadores do Brasil perdem um de seus maiores quadros profissionais e políticos.

    Este meu amigo e companheiro me foi apresentado por Luiz Gushiken, em 25 de julho de 1999 na cidade de Florianópolis-SC, no Seminário “O direito do Participante num Ambiente de Mudanças”.

    Em 2001, eu e este companheiro passamos muitas noites sem dormir, estudado estatutos, regulamentos, alterações regulamentares e estatutárias, DRAAs, balanços, balancetes, atas de reuniões e mais um tanto de outros documentos, para fazer a defesa dos participantes da Eletra, o fundo de pensão da Celg – Cia Energética de Goiás.

    Nesta época, em função da preparação da Celg para a privatização, a direção da patrocinadora mandou fazer uma migração, onde desapareceriam com uma dívida de 30 milhões de Reais. Foi o trabalho e dedicação do Maia, Wanderley de Freitas, José Valdir Gomes, Augusto Tadeu Ferrari e Luiz Gushiken, e ainda, a colaboração do meu companheiro e amigo Valter Cauby Endres, é que os participantes da Eletra conseguiram reaver grande parte dos seus direitos.

    O mais interessante dessa História é que a maioria dos dirigentes do nosso sindicato era contra a contratação de assessoria para defender os direitos dos participantes que estavam sendo lesados com a malfadada migração. Eu era, à epoca, conselheiro do fundo de pensão e um dos dirigentes do sindicato, mas fui voto vencido. E os companheiros Valter Cauby Endres, Wanderley de Freitas, e depois o Maia, vieram a Goiânia-GO para nos ajudar sem nenhuma remuneração.

    Depois das palestras destes companheiros, e a decisão de que que o sindicato não iria contratar nenhuma consultoria para esta finalidade, 87 trabalhadores(as) resolveram fazer a contratação do Maia e do Wanderley de Freitas para nos auxiliarem na defesa dos seus direitos. Com exceção de um companheiro que faleceu durante o processo, os demais 86 que se comprometeram a contribuir, cumpriram religiosamente as suas obrigações.

    Hoje, de todos estes companheiros(as) só a Dra. Izaíra Aparecida Abrahão permanesce na empresa, esta, embora não fosse uma daquelas que a migração era um péssimo negócio, em solidariedade aos demais, foi uma das primeiras a contribuir, e incentivar a resistência. É isso mesmo, a tal migração ainda tinha este complicador, era bom para uns, que era o meu caso, e péssimo para outros.

    Essa vitória na defesa dos participantes de fundos de pensão, obtida com trabalho do Maia e dos demais profissionais, juntamente com a união da companheirada, foi um dos quatro casos de sucesso que foram selecionados pela delegação brasileira para serem apresentados em um seminário internacional em Nova York, em setembro de 2001, onde participaram representates sindicais de 32 países. Esse caso foi um dos que mais chamou a atenção da maior central sindical estadunidense, a AFL-CIO, e esta, mandou ao Brasil em novembro do mesmo ano, Joel Solomon, Diretor Adjunto do Center for Working Capital, para estudar e entender este e outros casos bem sucedidos de defesa dos direitos dos participantes.

    Para se ter uma noção do tamanho do prejuízo, alguns companheiros elegíveis – com direito a se aposentar – que tinham uma reserva garantidora de aproximadamente R$ 500.000,00, e que não seguiram a nossa orientação e migraram, foram para o novo plano com aproximadamente R$ 170.000,00. Esses valores são de 2001.

    Maia, meu amigo e companheiro, obrigado por tudo, por seu trabalho, sua militância, seu companheirismo e sua amizade.

    Descanse em paz.

    Jesus Divino Barbosa de Souza

    Veja mais sobre o Maia em: http://jesusprev.zip.net/arch2012-01-01_2012-01-31.html#2012_01-16_09_07_58-129422711-0

  40. Gerson Vieiraem 16 jan 2012 �s 15:12

    Conheci Maia nos anos 90, quando fui diretor do SEEB Porto Alegre. Só me resta lamentar sua perda.

    Gerson Vieira
    Diretor SEEB Curitiba e Região

  41. S.G. Pinheiroem 16 jan 2012 �s 15:31

    Ao Breno,

    Creio que esses anos todos de convívio criaram em nós, uma intimidade
    que me permite expor o seguinte:

    Preocupa-me e acredito que tambem aos demais colegas, sobre o futuro do blog.

    Não sei se voces já pensaram no assunto, mas antes de qualquer decisão gostaria
    de dar uma sugestão.

    Não sei se voces imaginam o que ele significa para nós,mas tenho absoluta certeza
    que a maioria dos que aqui convivem sabem do que estou falando.

    Acordar, pensando em ligar o computador, acessar o blog e esperar algo de novo
    acontecer .

    Não consigo imaginar, daqui para frente o nosso dia a dia sem esse convivio.

    Quantas vezes, sentimos o barco afundando e eis que surgiam as sábias
    e acolhedoras palavras do Dr. e novamente navegávamos em águas mais calmas
    aguardando a tão sonhada chegada ao porto seguro.

    Novamente tormentas e novamente o nosso timoneiro a colocar o a Nau em mares mais amenos.

    Enfim, navegámos sem medo algum. Mas e agora…se ficarmos sem a nossa
    bússola ?.

    Tenho absoluta certeza que manter o blog no ar, será a melhor maneira de manter
    viva entre nós a memória do nosso Grande Guerreiro.

    Continuaríamos a usar o blog, como se Ele aqui estivesse, como se continuassemos
    a nos comunicar.

    Quanto a moderação, creio que não haveria motivos para preocupação, pois cada
    um iluminado pelo Dr., saberia fazer a sua própria.

    Quanto as respostas, ninguem melhor que o Dr., sabia responder com o silêncio.

    Enfim, Ele estaria presente aqui , diariamente conosco, até a vitória final.

    Quando então, poderiamos agradecer dizendo em uníssono :

    Obrigado… Dr. Maia !!!

    .

    Quanto as respostas, ninguem melhor que o Dr. sabia responder com o silêncio…

  42. Breno Abreuem 16 jan 2012 �s 17:28

    Querido Pinheiro,

    Ví esse filho ser concebido na mente do Tio Maia e tomei parte ao auxiliar no trabalho de parto. As tentativas, erros e acertos, até que ele tomasse vida própria atingindo a expectativa do meu querido irmão.

    Nesse momento de dificuldade, a vida assume uma turbidez que torna a visão do futuro nebulosa, mas uma certeza tenho. A missão do meu padrinho nos foi repassada e esse filho será mantido a todo e qualquer custo. Essa é a vontade de todos os familiares e amigos!

    Agradeço a Deus por ter sido a pessoa escolhida pelo Maia para confeccionar essa ferramenta tão importante,me tornando parte do legado desse homem que, a cada homenagem póstuma que recebe, me enche os olhos e coração de lágrimas a cada comentário lido!

    Não que seja missão fácil assumir o leme que outrora estava nas mãos de um homem da estatura do Maia, mas sei de sua vontade e da vontade de sua esposa e filha.

    Estejam certos que estaremos aqui, honrando a memória do meu padrinho querido, do meu irmão adotivo.

    Missão dada é missão cumprida!!!

    Ás suas ordens e obrigado pelas manifestações carinhosas,

    Carolina Maia, Ana Helena e Breno Abreu

  43. Roberto Haddadem 16 jan 2012 �s 17:42

    Breno,
    não estranhe se de vez em quando, alguém fizer um comentário e, de inicio, se dirigir ao Dr. Maia. Será uma atitude super normal.
    O nome “Dr. Maia”, esta incrustado em nossa mente.
    Abraços a todos e a família Castagna Maia.
    Roberto Haddad

  44. Petraem 16 jan 2012 �s 17:58

    Carolina , Ana Helena , Breno .

    Já havia me perguntado várias vezes nestes últimos dias se o Blog ( Bolicho ) seria mantido no ar após a partida de Dr. Maia .
    Fico feliz em saber que ele será mantido funcionando para que assim possamos nos nortear daqui para frente . Ele é como bem mencionou meu querido SG Pinheiro um farol a nos iluminar nesta escuridão .
    Servirá para que não nos esqueçamos jamais dos ensinamentos , retidão e caráter do seu dono .
    Quero agradecer principalmente à Ana Helena sua esposa e companheira de vida , pela sua grandeza d` alma ao me permitir expressar neste espaço o meu carinho , brincadeiras e força ao ” seu rei ” .
    Obrigada Ana ! Outra mulher no seu lugar poderia ter se aborrecido ou zangado , saiba que voce é muito especial !

    Á família o meu abraço e beijo mais carinhoso , tentarei continuar contribuindo aqui no Blog com as coisas mais bonitas e interessantes que eu encontrar , para manter este espaço da maneira como o dono do ” Bolicho ” gostaria .
    Breno , obrigada por tudo e desculpe o trabalho e tristeza que estamos lhe dando com as nossas postagens e dores de alma , mas posso assegurar que dr. Maia não poderia ter encontrado pessoa mais capaz para manter acesa a luz deste nosso farol .

    Beijinhos carinhosos .

  45. Petraem 16 jan 2012 �s 18:02

    P.S :
    Bem lembrado amigo querido Roberto Haddad .
    Assim como a maioria vai continuar escrevendo para Dr. Maia , eu continuarei as minhas conversas com o ” meu rei ” , pois assim ele para mim , sempre será .

  46. Breno Abreuem 16 jan 2012 �s 18:09

    Petra, tristeza nunca, pois se choro, é por perceber a inumerável quantidade de almas que foram tocadas pela pessoa do meu padrinho!

    Saudades, sim e sempre, do meu irmão mais velho…

  47. Petraem 16 jan 2012 �s 18:12

    Eterno é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.

    (Carlos Drummond de Andrade

  48. Petraem 16 jan 2012 �s 18:45

    “O grande vazio em mim será o meu lugar de existir; minha pobreza extrema será uma grande vontade. Tenho que me violentar até não ter nada, e precisar de tudo; quando eu precisar, então eu terei, porque sei que é de justiça dar mais a quem pede mais, minha exigência é o meu tamanho, meu vazio é a minha medida.”

    Clarice Lispector

  49. Peterem 16 jan 2012 �s 20:17

    Simplesmente uma perda IRREPARÁVEL!

  50. renato ribeiro rochaem 16 jan 2012 �s 20:24

    Tres palavras : FIQUE COM DEUS, DR.
    Continuarei orando sempre por voce, pois , sempre que ‘ oro, melhoro “.
    Um grande e fraterno beijo no seu coração, ! rrr

  51. José A.R Feioem 16 jan 2012 �s 20:37

    Breno,
    Voce é um exemplo a ser seguido,carregando uma dor tão grande e querendo dar um pouco de alegria a pessoas que nem conhece.Dr.Maia continua iluminando o blog.
    Nossos sentimentos a todos os familiares.
    Obrigada toda nossa admiração
    Fátima e José

  52. Freitasem 16 jan 2012 �s 20:51

    Meu amigo Maia

    Essa você não vai acreditar: estão dizendo por aqui que você não está mais entre nós. Meu Deus, que mentira absurda. Como pode alguém dizer que você não está mais entre nós ? Você estará para sempre em nossas mentes e corações. Você foi nos conquistando aos poucos, devagarinho, como quem não quer nada. Alojou-se de forma definitiva em nossos corações. Para sempre, para a eternidade.
    Maia, para sua surpresa eu era ateu, não acreditava em Deus e tampouco que existe vida após a morte. Eu não era um ateu comum, eu era convicto, daqueles
    que não acreditam e ainda debocham daqueles que acreditam. Eu chegava a entrar na internet para ofender e escarnecer daqueles que diziam que existe vida após a morte e que existe Deus.
    Até que um dia … o pior dia de minha vida … perdi meu irmão, que eu amava, idolatrava. Quatro meses depois fui levado quase à força a um grupo espiritual
    pois meus parentes insistiam em dizer que havia uma mensagem psicografada de meu irmão. Claro que fui cético, disposto a debochar mais uma vez. Isso até ouvir as primeiras palavras de meu irmão. Nelas havia detalhes que só e unicamente meu irmão e eu conhecíamos. Não resisti e perdi os sentidos. Só os recobrei 5 minutos depois.
    Recebi a psicografia com a letra do médium e a coloquei num quadro. Esse dia mudou minha vida. No mês seguinte recebi outra mensagem de meu irmão, com detalhes ASSUSTADORES. Meu Deus, ( como gosto de usar essa expressão agora )
    meu amado irmão dizia coisas de minha vida, de meu trabalho, de meus filhos, que SÓ NÓS DOIS SABÍAMOS.
    Por que contei tudo isso ? Para dizer que tenho certeza ABSOLUTA que existe vida após esta. E nesta vida hoje você está, meu amigo Maia. Você hoje é um espírito de luz, que vai ajudar e iluminar muita gente. Você fez muito nessa dimensão e certamente fará muito onde se encontra.
    Amigo, um beijo em sua alma.

  53. Maria do Céu B. Mattosem 16 jan 2012 �s 21:00

    Expresso a mais sentida homenagem à memória do notável Dr. Maia, cuja dedicação incansável às causas justas será eternamente lembrada e permanecerá como um exemplo a ser seguido por todos nós.
    Transmito aos familiares e amigos do Dr. Maia profundo sentimento de pesar.

    Maria do Céu (pensionista do AERUS)

  54. Rosane Pintoem 16 jan 2012 �s 21:05

    Nao ha palavras que consigam descrever a imensa tristeza diante da noticia. Ele sempre fez parte de nossas vidas. Buscavamos sempre uma palavra de esperanca que pudesse nos confortar. Ele continuara presente em nossas oracoes e coracoes.
    Obrigada.
    Nao consigo dizer mais nada.
    Obrigada.
    Fique com Deus.

  55. JCAraújoem 16 jan 2012 �s 21:18

    Dr. Maia

    Muito obrigado, mais uma vez…

    Por ter deixado pessoas como: Carolina Maia, Ana Helena e Breno Abreu.

  56. Margareth Peppeem 16 jan 2012 �s 21:18

    “Death is nothing at all”
    HENRY SCOTT HOLLAND
    Tradução com adaptações

    A MORTE NÃO É NADA ”

    A morte não é nada.
    Apenas passei ao outro mundo.
    Eu sou eu. Tu és tu.
    O que fomos um para o outro ainda o somos.
    Dá-me o nome que sempre me deste.
    Fala-me como sempre me falaste.
    Não mudes o tom a um triste ou solene.
    Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos.
    Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo.
    Que o meu nome se pronuncie em casa
    como sempre se pronunciou.
    Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.

    A vida continua significando o que significou:
    continua sendo o que era.
    O cordão de união não se quebrou.
    Porque eu estaria fora de teus pensamentos
    apenas porque estou fora de tua vista?
    Não estou longe,
    Somente estou do outro lado do caminho.
    Já verás, tudo está bem.
    Redescobrirás o meu coração,
    e nele redescobrirás a ternura mais pura.
    Seca tuas lágrimas e se me amas,
    não chores mais.

  57. S.G. Pinheiroem 16 jan 2012 �s 21:21

    Breno, Ana Helena e Carolina,

    … que alivio!!! … muito obrigado!!!

  58. Marianne Albuquerqueem 17 jan 2012 �s 07:43

    ” É preciso entender que o sol se põe, às vezes, no auge de um dia de praia. E que nada detém a noite. Perder alguém muito querido, é como perder o controle de todas as situações. A gente sempre acha que poderia ter estado mais presente, que poderia ter feito algo a mais. Mas a gente se esquece é da fragilidade das coisas e de que alguém cheio de vida jamais vai inspirar a morte. A gente não tem como saber qual será a perda ou a vitória dos próximos dias. Mas é preciso seguir e saber que a incerteza é o que nos impulsiona ainda, mesmo que cause tanto desconforto. “

  59. VSROCCHAem 17 jan 2012 �s 08:12

    É com pesar que escrevo, e mesmo sendo adversário do Exmo. Dr. maia, no sentido político, pois não acredito que o regime faz a diferença, o que faz a diferença é a HONESTIDADE dos representantes do povo.
    O advogado é um brilhante defensor do povo e por definição de direitos jurídicos o réu também necessita de um defensor letrado em jurídicas ciências.
    As leis necessitam serem mais suscintas, e devido a um código civil retrógrado, nosso Exmo. defensor não pode levar a termo suas retóricas.
    Eu considero a vida um presente da mãe natureza, e a morte uma dádiva que recompõe o universo.
    Varios defensores jurídicos perecem no ardor de seus trabalhos, num país que processos judiciais levam 30 anos para se por a termo.
    30 anos é a metade de algumas vidas, calculando-se que nossa promissórias naturais possam renovar-se aos 60 anos de idade.
    Os heróis perecem nas batalhas, os covardes perecem discutindo as razões das batalhas.
    Certas frases falam de esperança, mas como reza a lenda ela está presa na caixa de Pandora.
    Maia acreditava no trabalho, e tinha esperanças que os legisladores e os juristas fizessem o que é digno e de direito, se por um lado esses falharam, ele continuou lutando.
    Não adianta derramarem-se lágrimas no suor e sangue de quem luta e perece heroicamente.
    Temos e nos alegrar, pelo legado que nos foi ofertado, fazer honras pelo heroísmo diletante de seu trabalho.
    Todos vivemos momentos difíceis, no calor dessa luta vários se foram.
    E como não sei palavras religiosas, amorosas para esse momento, digo que em certo momento de minha vida será uma honra fazer companhia ao Exmo. Dr. Maia, afinal, a nartureza se renova, e quem sabe nessa renovação possamos habitar o mesmo espaço no tempo.
    Minhas condolências à famila e aos amigos…

  60. Rejane Montresorem 17 jan 2012 �s 09:28

    “A saudade é a memória do coração.”

    e…

    “Deus existe para tranquiliza-lá!”

    Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro.

    Meu abraço de carinho e aconchego aos familiares.

    Rejane Montresor

  61. AABAem 17 jan 2012 �s 11:30

    A AABA – Associação dos Aposentados e Pensionistas do Banco da Amazînia, através de sua Diretoria Executiva, vem, de público, agradecer ao Dr. Maia, pela sua luta incansável em prol da manutenção dos nossos direitos, na qualidade de assistidos do fundo de pensão CAPAF.

    Sinceramente, que dizer diante dessa irreparável perda. Dr. Maia ficará na memória de todos nós como um grande amigo, um lutador perspicar e defensor ardoroso das causas previdenciárias, sempre se destacando em todas as causas dos participantes e assistidos dos fundos de pensão.

    Mais uma vez obrigado, Dr. Maia! Com toda a certeza a sua luz vai continuar iluminando o nosso céu.

    Descanse em paz!

  62. S.G. Pinheiroem 17 jan 2012 �s 14:01

    … meus amigos,

    Está fazendo hoje, exatamente dez meses repito dez meses, que o PLS 147 de 2010,
    assunto de nosso interesse de autoria do Senador Paim, está parado na mesa do senador Romero Jucá.

    Gostaria de saber, como se chama isso em política: …???

  63. Giselaem 17 jan 2012 �s 15:10

    Notícia triste. Lembro dele como um grande batalhador, inteligentíssimo, pessoa de princípios e ser humano gentil e emotivo.
    Que pena, mais um bom que se vai. Tantos anos sem vê-lo e agora ele se vai. Como sempre, deixa-se para depois contatar com alguém que se quer bem ou pelo menos se respeita como ser humano do bem e aí encerram-se as possibilidades, pois o ser humano finito partiu. Com certeza, Maia foi encaminhado pelo Arcanjo Miguel para Luz da eternidade e acolhido nos braços do Pai celestial.
    Abraço fraterno,
    Nádia Regina

  64. jayme nunes barbosaem 17 jan 2012 �s 15:19

    Amigo vc partiu e nos deixou,que sua viagem tenha o verdadeiro CEU DE BRIGADEIRO,sem turbulencia.

  65. fabrízio moreloem 17 jan 2012 �s 23:45

    passou por mim como um túnel

  66. Carla Glauserem 18 jan 2012 �s 00:39

    Bem ainda estou atordoada só agora estou sabendo do falecimento do querido Dr. Maia.
    Rogo a Deus que conforte a todos familiares, amigos e clientes do Dr. Maia. Não consigo acreditar e com os olhos lotados de lágrimas li todos os recados de todos os amigos do blog e chegou a minha hora de falar.
    Dr. Maia, desejo e creio que agora esteja num plano superior, iluminado e guiado pelos mensageiros da luz, que a paz e a eterna evolução o acompanhe hoje e sempre. Obrigada por tudo.

  67. RITA MAIAem 18 jan 2012 �s 13:54

    Aos amigos do bolicho,especialmente a ti Petra…..ainda não consigo falar….estou engasgada…..não consigo pensar….somente lembrar …chorar. Beijinhos carinhosos como tu dizes …Obrigada pelo carinho.

  68. Ricardo Luiz Almeidaem 18 jan 2012 �s 15:53

    Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano, ele treme de medo.

    Olha para trás, para toda a jornada: os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê a sua frente um oceano tão vasto que entrar nele nada mais é do que desaparecerpara sempre. Mas não há outra maneira.

    O rio não pode voltar.

    Ninguém pode voltar.

    Voltar é impossível na existência.

    Você pode apenas ir em frente.

    O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.

    E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece, porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano. Mas tornar-se oceano.

    Por um lado é desaparecimento e por outro lado é renascimento. Assim somos nós.

    Só podemos ir em frente e arriscar. Coragem amigos!

  69. Xenia Antunesem 18 jan 2012 �s 16:03

    Por todos os poemas de Vinicius que vivemos, por tua alma enfim serenada, a saudade será eterna.

  70. lucia paesem 18 jan 2012 �s 16:50

    Um homem que sempre foi pela ética e verdade e até o fim falou a verdade por mais dura que tenha sido. Minhas condolências a familia.

  71. Roberto Haddadem 18 jan 2012 �s 19:24

    Oi Dr. Maia/Breno, boa noite.
    Ref. Ricardo Luiz Almeida hj às 15:53

    Parabéns pelo lindo comentário. Quase um poema. Eu acredito que seja realmente assim e até, talvez, mais um pouco.
    Forte abs.
    Roberto Haddad

  72. Petraem 18 jan 2012 �s 20:43

    Rita , não precisa falar nada .
    Posso imaginar a sua dor e saudade . Gostaria poder amenizá-la com um abraço apertado e um beijo carinhoso .
    Algum dia talvez voce possa me falar sem dor só sentindo a saudade gostosa sobre este seu irmão , pessoa tão especial e amada por todos nós .

    Ele continua entre nós .

    Fique em paz , pois ele agora é mar .

    Um grande abraço apertado e fraterno .

  73. Maria Alves do Nascimentoem 19 jan 2012 �s 06:19

    Cheguei hoje de viagem, onde fui terminar um trabalho entre os irmãos de sangue – “A Partilha” – então com a família despedaçada e perdida com a morte de minha MÃE, Observei as pessoas preciosas que fecha um círculo. Havia se passado 03 anos e meio, mas a minha Mãe estava ali – no meio dos filhos -em cada ruga, sorrisos e objetos simples dela disputados. Sua forte personalidade colocava-me a lutar por tudo e a não desistir nunca. Mulher simples, mãe de 10 filhos, religiosa – entregue a Deus e a suas missões.

    Sou tímida na escrita e nas palavras, somente sei sentir – e neste momento, enloquecida para abrir o Blog e ter notícias do meu querido menino doutor – Dói, perdoem-me o egoísmo – porque agora somente choro, choro e as lágrimas descem em silêncio, pois o meu menino Doutor salvou a minha vida e de meus filhos.

  74. Trindadeem 19 jan 2012 �s 11:06

    A saudade e parte de nossa vida , mais ela só exite no momento , por causa do mal que cometeram contra nós , essa dor e mais profunda por que conhecemos alguém que lutou por nós, no invisível do visível ele foi o bem do nosso mal.
    Um grande abraço a todos e obrigado por todas as mensagem de carrinho.

  75. Petraem 19 jan 2012 �s 16:10

    Rita , desculpe .
    Ele agora é oceano . Um simples mar seria pequeno demais para ele …

    Lembro dele diáriamente cada vez que olho pela janela e olho para o Atlântico na frente da minha porta .

    Como este oceano acolherá as minhas cinzas após a minha morte , e das pessoas queridas para mim , só a visão deste marzão me acalma e me dá forças para continuar nas horas difíceis . A natureza e suas manifestações têm o dom de ajudar na cura das tristezas d ´alma e das saudades impossíveis de serem matadas . Este milagre só é operado pela natureza em seu estado bruto e o tempo . Ao menos para mim .

    Beijinhos carinhosos para toda a família em especial para voce , Rita .

  76. ana lucia reis meloem 20 jan 2012 �s 08:19

    Lena,
    obrigada por enviar os textos e compartilhar comigo o mundo de “MAIA”, que não convivi mas estimei através de você, luminosa, carinhosa e estimada afilhada.
    Envio meu abraço aos demais familiares, herdeiros do exemplo de vida profissional e afetiva, que não substituem, mas estarão presentes indefinidamente em suas lembranças.
    analucia reis melo

  77. Mário Augustoem 20 jan 2012 �s 11:11

    Eu não queia escrever nada. Mas impossível não reverenciar a um “Guerreiro”

    JÁ dizia a canção:

    ” VC veio tarde demais para deixar a saudade que deixou, mas eu gosto dessa saudade, “Ela é vc”, “É de Vc”, e pra mim “Vc é mais VC” ( cantava Maysa do fundo de sua tristeza). Vc veio hoje pra ficar.!
    Falamos algumas vezes por e-mail sobre sua doença e corajosamente , ao contrário de tantos, vc a encarou com tenacidade , força, e caiu de pé. Mas isso é comum aos “grandes”, como “Alexandre o foi”, isso era vc. Maia!
    Mas sua “semente de esperança foi plantada e hoje está frondosa” incólume.
    Essa luta que travastes,apenas começou, foi sempre mais TUA que NOSSA e é isso que me comove.
    Me lembro ainda hoje de ver-te pela primeira vez discursando sobre nosso caso AERUS, com a tenacidade de um Leão, Nossa! ainda me comovo , pareço ouvir tuas palavras. “VENCEREMOS!!!”
    Sentirei saudades! , mas não da tristeza porque nos deixasts tão premturamente mas sim do teu “BRILHO”, do “homem de bem”, tão incomum hoje em dia, do homem da concórdia,do mediador de sempre, do que que lutou para que conseguíssemos” não nos dividir”
    Vc é uma lição de vida meu querido amigo!
    O tempo passará , mas líderes jamais são sepultados em nossos corações esteja certo disso! Escrevestes a tua história, aqui, agora Jesus te chamou para o asistires por lá !
    DEIXO AQUI MEU ADEUS DOÍDO. UM DIA NOS ENCONTRAREMOS OUTRA VEZ, ESTOU CONVICTO!.MAS ENQUANTO ISSO NÃO ACONTECE CONTINUAREMOS TUA LUTA, E JÁ SAUDOSO DEDICO A TI E A TUA FAMÍLIA ESSAS PALAVRAS DE SANTO AGOSTINHO.

    A Morte não é nada

    “A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho.Eu sou eu, vocês são vocês.

    O que eu era para vocês, eu continuarei sendo.Me dêem o nome que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram.Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo “do Criador”.Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.Rezem, sorriam, pensem em mim.Rezem por mim.Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo.Sem nenhum traço de sombra ou tristeza. A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado.Porque eu estaria fora de seus pensamentos,agora que estou apenas fora de suas vistas
    Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho… ”

    Santo Agostinho

    ADEUS AMIGO QUERIDO!

    Mário Augusto

  78. Marcio6067em 20 jan 2012 �s 11:23

    Hi Dr. Maia,

    falo como sempre falei. Recebi suas ultimas noticias por um e-mail. Referia-se a uma homenagem póstuma em 30 dias, do Sindicato dos Petroleiros ,cuja causa o Sr. também defendia.
    Comuniquei-me via e-mail com Petra, que confirmou sua partida.
    Eu disse ha pouco para ela que quando você colocou aquela poesia do Drummond num sábado de poesia, aquele que via e analisava era você. Eu soube que era o olhar ponderado de uma pessoa especial, como você e o Poeta eram. Coloquei no meu Blog.

    Nada mais a dizer. Acompanharei as sabias decisões dos que aqui mais conviveram com você.

    E encerro como sempre encerrei, agora que você tem em plenitude estes dois bens:

    Saúde e Paz. Sempre.

  79. Petraem 23 jan 2012 �s 06:22

    Maia , acho que você gostaria muito destas palavras :

    “Einstein, quando perguntado se acreditava em Deus, respondeu: “Acredito no Deus de Spinoza, que se revela por si mesmo na harmonia de tudo o que existe, e não no Deus que se interessa pela sorte e pelas ações dos homens”.

    Baruch Espinoza – nascido em 1632 em Amsterdã, falecido em Haia, em 21 de fevereiro de 1677, disse essas palavras em pleno Século XVII. São tão sábias que continuam verdadeiras e atuais até a data de hoje. Ele foi um dos grandes racionalistas do século XVII, dentro da chamada Filosofia Moderna, juntamente com René Descartes e Gottfried Leibniz. Era de família judaica portuguesa e é considerado o fundador do ceticismo bíblico moderno.

    ” DEUS SEGUNDO SPINOZA ”

    “Para de ficar rezando e batendo no peito! O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida. Eu quero que gozes, cantes, te divirtas e que desfrutes de tudo o que Eu fiz para ti.

    Para de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios que tu mesmo construíste e que acreditas ser a minha casa. Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias. Aí é onde Eu vivo e aí expresso meu amor por ti.

    Para de me culpar pela tua vida miserável: Eu nunca te disse que há algo mau em ti ou que eras um pecador, ou que tua sexualidade fosse algo mau. O sexo é um presente que Eu te dei e com o qual podes expressar teu amor, teu êxtase, tua alegria. Assim, não me culpes por tudo o que te fizeram crer.

    Para de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não podes me ler num amanhecer, numa paisagem, no olhar de teus amigos, nos olhos de teu filhinho… Não me encontrarás em nenhum livro! Confia em mim e deixa de me pedir. Tu vais me dizer como fazer meu trabalho?

    Para de ter tanto medo de mim. Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Eu sou puro amor.

    Para de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz… Eu te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio. Como posso te culpar se respondes a algo que eu pus em ti?

    Como posso te castigar por seres como és, se Eu sou quem te fez? Crês que eu poderia criar um lugar para queimar a todos meus filhos que não se comportem bem, pelo resto da eternidade? Que tipo de Deus pode fazer isso?

    Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei; essas são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em ti.

    Respeita teu próximo e não faças o que não queiras para ti. A única coisa que te peço é que prestes atenção a tua vida, que teu estado de alerta seja teu guia.

    Esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um passo no caminho, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso. Esta vida é o único que há aqui e agora, e o único que precisas.

    Eu te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Ninguém leva um placar. Ninguém leva um registro. Tu és absolutamente livre para fazer da tua vida um céu ou um inferno.

    Não te poderia dizer se há algo depois desta vida, mas posso te dar um conselho. Vive como se não o houvesse. Como se esta fosse tua única oportunidade de aproveitar, de amar, de existir. Assim, se não há nada, terás aproveitado da oportunidade que te dei. E se houver, tem certeza que Eu não vou te perguntar se foste comportado ou não. Eu vou te perguntar se tu gostaste, se te divertiste… Do que mais gostaste? O que aprendeste?

    Para de crer em mim – crer é supor, adivinhar, imaginar. Eu não quero que acredites em mim. Quero que me sintas em ti. Quero que me sintas em ti quando beijas tua amada, quando agasalhas tua filhinha, quando acaricias teu cachorro, quando tomas banho no mar.

    Para de louvar-me! Que tipo de Deus ególatra tu acreditas que Eu seja? Aborrece-me que me louvem. Cansa-me que agradeçam. Tu te sentes grato? Demonstra-o cuidando de ti, de tua saúde, de tuas relações, do mundo. Sentes-te olhado, surpreendido?… Expressa tua alegria! Esse é o jeito de me louvar.

    Para de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim. A única certeza é que tu estás aqui, que estás vivo, e que este mundo está cheio de maravilhas. Para que precisas de mais milagres? Para que tantas explicações?

    Não me procures fora! Não me acharás. Procura-me dentro… Aí é que estou batendo em ti.

    Baruch Spinoza

    Beijinhos carinhosos !

  80. RITA MAIAem 27 jan 2012 �s 13:51

    Petra querida….ele sempre foi mar….agora desaguou no oceano….daqui a pouco consigo falar mais…Bjinhos carinhosos.

  81. Andréa Martinezem 30 jan 2012 �s 00:44

    Meu AMIGO

    Quantas vezes me apoiou!!!! Quantas conversas no âmbito jurídico tivemos. Quanto aprendi com ele. É o verdeiro legado do direito.

    Tenho certeza que Deus te espera de braços abertos. Por seu coração bom, seu jeito carinhoso, suas palavras amigas. O Castagna Maia…. meu grande amigo. Sempre preocupado comigo.

    Que Deus te abençoe.

    Ficarás sempre nas minhas lembranças como o grande exemplo: como ser humano e operador do Direito.

    Com carinho

    Andréa

  82. Petraem 01 fev 2012 �s 09:24

    Rita , dia lindo hoje no posto avançado mar adentro do Leblon do nosso menino que sempre foi mar . Agora ele é oceano . Gostei ! É do tamanho da grandeza da alma dele .
    Ele continua entre nós . Em pensamentos e carinho .

    Beijos e abraços mais que carinhosos , Rita !

  83. DORNELIO LIMAem 02 abr 2012 �s 17:24

    O DR. MAIA

    DEIXOU UM LEGADO DE LUTA PARA TODOS NÓS DO AERUS. SE DEUS QUIZER
    VAMOS GANHAR E ESSA VITÓRIA SERÁ DO NOSSO MAIOR ADVOGADO DR MAIA.

    ABRAÇO A TODOS SEUS FAMILIARES.

  84. Márcia Lopes Batistaem 13 abr 2012 �s 21:33

    Boa noite,

    Pela primeira vez me sinto, um pouco mais à vontade de falar do meu grande amigo Dr. Maia.
    Hoje bateu uma saudade e uma enorme vontade de contigo novamente
    partilhar os meus sonhos. Deus coloca em nossas vidas um anjo, a quem chamamos de amigo. Aquele que grandiosamente participa conosco dos momentos bons e ruins, aquele que virtuosamente aparecem em nossas vidas e pouco a pouco foi se tornando insubstituível.
    Um anjo que esta junto conosco todo o tempo, seja de dia ou a noite, seja longe ou perto, sempre estará em nossos corações.

    Saudades da sua grande amiga, Márcia Lopes Batista.

  85. Grijalbo Fernandes Coutinhoem 25 jul 2012 �s 17:26

    Aos Familiares do Dr. Castagna Maia,

    Somente hoje, dia 25 de julho de 2012, tomei conhecimento do falecimento do Dr. Castagna Maia ocorrido em janeiro de 2012, brilhante jurista e orador que a todos despertava a partir de eloquentes sustentações orais feitas nas sessões das turmas do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, em Brasília-DF.

    Aos familiares, amigos e admiradores do Dr. Castagna Maia a minha solidariedade, o meu reconhecimento e testemunho, na qualidade de juiz do trabalho, da sua extraordinária capacidade profissional, do seu compromisso com as causas sociais, com a ética e com a advocacia para além de uma profissão como fonte de sustento.

    Externo,ainda, a minha tristeza, mas certo de que as suas bem lançadas peças sobre acidentes de trabalho, verdadeiras lições de doutrina a respeito da matéria, bem como a voz forte e profunda na defesa de seus clientes, não foram em vão. Ele deixa esse legado, além de tantos outros, tenho certeza.

    Grijalbo Fernandes Coutinho
    Juiz Titular da 19ª Vara do Trabalho de Brasília-DF(TRT 10)

  86. Antonio Brasil Ferreira Maiaem 18 ago 2012 �s 17:29

    Com o passar dos anos são tantos os amigos e pessoas queridas que partem que não encontramos mais palavras para expressar a nossa dor e a nossa saudade e a nossa solidão, pela partida daqueles com quem convivemos e amamos.
    A caminhada da vida para morte (morte material ), do tempo para a eternidade prossegue inexorável, apesar do nosso desejo irrealizável de fazer com que a contagem infindáveis das horas se detenha e que os melhores momentos da vida fiquem marcados indelevelmente, em nossas consciência. As imagens dos belos dias passados esmaecem, contudo, à medida que o tempo foge, a visão se transforma em memória, a vivência se transmuda em recordação, o afeto se converte em lembrança carinhosa de pessoas que fizeram parte da nossa vida, cujas existências por um momento coincidiram com as nossas, para depois se eclipsarem e permanecer apenas a saudade. Em que pese o desejo expresso de todo o Ser, o tempo jamais suspenderá o seu vôo, e as horas….nunca mais retornarão nesta vida, que é simples passagem de aprendizado, missão ou resgate de dívidas passadas, transição para uma existência perene.
    Nessa continuidade é que reside o segredo da vida, renovada perpetuamente de geração em geração, em que os exemplos do passado servem de impulso fecundo ao melhoramento da existência e a evolução espiritual na busca da perfeição.
    Há amizades fraternas e laços consangüineos que nem a distância do tempo e nem a separação transitória entre a vida e a morte conseguem apagar. A sintonia entre as afeições, o amor fraterno reecíproco entre duas vidas jamais serão eliminados pela interrupção de uma existência e pelo passar do tempo.
    A amizade e o amor, como bem descrevem os verdadeiros sentimentos outra coisa não é do que a harmonia perfeita sobre todas as coisas, tanto Divina quanto humana, unida a uma ternura comum. Por issso, ela foi o dom mais precioso que Deus deu aos homens. O seu sustentáculo reside na virtude, na abnegação, na solidariedade e na fraternidade humana.
    Não são as riquezas, não são as honras, não são os prazares, não é o poder que a sustenta. As coisas passageiras, que trazem a marca efêmera da materialidade, não poderiam possuir energia suficiente para plasmar e maner um vínculo afativo e duradouro, que se projeta para além da imensidão do empo.
    É por isso que a verdadeira o0 verdadeiro amor fraternal,m transcende a vida que conhecemos e que os mortos (espíritos) c ontinuam vivos na recordação perene que deixaram, vivos no exemplo que legaram às gerações futuras. V ivos também em outra dimensão. Na afirmação de Santo Agostinho, a vida não é tirada , é tranformad em elevação espiritual.
    E, assim elevo minhas preces e esperança a todos os amigos que partiram para o Oriente Eterno cumprindo o seu trajeto de evolução espiritual, traçado pelo Supremo Pai.

Trackback URI | Comments RSS

Deixe uma mensagem.